6 tipos de content marketing para a sua marca

Criar conteúdo para uma marca vai além de um blog post. Atualmente, profissionais de content marketing englobam tudo o que pode ser produzido para uma empresa, ou seja, vai desde publicações em blogs ou revistas corporativas, passa por roteiros de vídeos, conteúdo para social media, produção de materiais como ebooks e infográficos e muito mais.

Aqui listo os principais tipos que diversas marcas podem utilizar. Mas, claro, tudo dependerá sempre da audiência dela – o que faz com que os conteúdos precisem ser adaptados.

Vamos a isto!

VÍDEOS

Criar um vídeo também é, acima de tudo, planear e roteirizar. Bons vídeos contam com roteiros e guião de conteúdo, tudo para que ele tenha o máximo proveito quando for publicado. O uso de vídeos pode se encaixar desde campanhas awarness até decision, e podem conter tutoriais, promoção de um produto ou serviço e mais. Nesta categoria também estão os webinars, que precisam de um guião – criado pela equipa de conteúdo – para que flua da melhor forma. Como exemplo, deixo aqui o vídeo (com roteiro e concepção minha) para a keezag. Clique aqui para assistir.

SOCIAL MEDIA

A depender do tipo de marca ou negócio e como é a estratégia do uso das redes sociais, a equipa de conteúdo é a responsável pelo o que será publicado nas plataformas como Facebook, Youtube, Instagram e Linkedin. É importante ressaltar que estes conteúdos devem ser diferentes – tanto em formato quanto conteúdo! – para cada uma dessas redes. Marcas de retalho, por exemplo, podem utilizar conteúdos que vão desde textos das imagens até a produção do que precisa ser fotografado. Além disso, é numa rede social onde temos um contacto mais próximo de nossos clientes, então, capriche na comunicação e planeamento.

Aqui também cabe dizer que estratégias de influencers também entram – é papel do content marketing pesquisar estes influenciadores e criar o conteúdo que estes postarão nas redes!

O BLOG (é claro!)

A ideia de marcas terem um blog já teve seus altos e baixos, não há como negar. Mas, de uns tempos para cá, cada vez mais tem se falado na importância de empresas terem um blog. O conteúdo deste blog precisa atender as buyers personas de seu negócio (ou seja, o publico alvo dele) e contam com quatro fases para isto. Bons blogs contam com um branded content.

Diferentes marcas e negócios precisam de conteúdos e blogs também diferentes. Mas, lembre-se: o conteúdo desta plataforma precisa ter afinidade com o seu target!

INFOGRÁFICOS

A infografias são ótimas para conteúdos direcionados. Explico: estes materiais, assim como os ebooks, geralmente são liberados após o público preencher com dados como email e telefone um formulário para fazer o download. Infográficos podem ser de diversos tipos e formatos, mas, claro, todos com conteúdos relevantes para o seu target. Lembre-se que este tipo de material é mais visual que textual, logo, evite textos longos!

EBOOKS

Este material é o que talvez tenha maior esforço para as equipas de conteúdo. Compilar textos atractivos para o público numa só peça pode demorar. Mas, sem mistérios: foco é tudo nestas horas. Para um bom ebook, perceba qual o tema e subtemas que podem faze-lo completo. Aqui neste link disponibilizo um de exemplo que foi criado para a keezag. O ebook em questão trata sobre o assunto de mudança de casa.

Ebooks não precisa conter muitas páginas, afinal, quantidade não é qualidade!

EMAILS

Sim, sim! Emails também são conteúdo e a equipa de content é quem deve ficar responsável por isso. Bons subjects fazem com que a taxa de abertura cresça bastante. Além disso, o conteúdo deste email também precisa ser relevante, evite trabalhar com cenas muito automatizadas. Cada email precisa ser preparado com atenção e carinho, afinal, não se esqueça: há uma pessoa a ler este conteúdo do outro lado da tela.

Eu, por exemplo, era o responsável pela criação dos conteúdos de e-mails da marca Animale Brasil. Neles eu criava não só o texto mas também os temas e seleção de imagens para isto. Tudo bem alinhado com a equipa comercial e de gestão de produto, pois usávamos as comunicações da marca para alavancar as vendas.

INVISTA EM CONTEÚDO

Não há como negar que o conteúdo é importante para as marcas. É aquela história: “quem não é visto, não é lembrado”. Criar uma estratégia de conteúdo e colocar em prática no meio digital – e off também! – é importante para que as pessoas conheçam e tornem-se suas clientes. Bons conteúdo criam até fãs de marca.

Precisa de ajuda? Me envie uma mensagem para conversarmos sobre estratégias para a sua empresa.

Rinaldo Zirrah
rinaldow@gmail.com

Comunicação, design, arte, cultura e branding